26 Jun 2018

Gás e energia renovável combinados em mina de ouro da Austrália

Energias renováveis ​​integradas serão introduzidas em mina de ouro da Austrália
 
  • Redigido por


  • Publicado em

Exatamente 2 anos após a substituição da usina a diesel existente por uma estação de motores recíprocos de alta velocidade movidos a gás, a Aggreko está agora trabalhando com a Gold Fields para introduzir energias renováveis ​em sua mina de ouro Granny Smith, no oeste da Austrália.

Em 2016, a Aggreko firmou um contrato para construir e operar a usina de 21 MW e, desde então, trabalha com a Gold Fields para fornecer 7,3 MW de geração de energia solar, bem como um sistema de baterias de 2 MW/1 MWh, a ser integrado ao suprimento de gás existente como uma estação de energia híbrida.

Desde a aquisição da Younicos, empresa de armazenamento em baterias, a Aggreko conseguiu combinar várias tecnologias e fontes de energia para dar suporte a aplicações fora da rede em locais remotos. “Recentemente, anunciamos a disponibilidade de microrredes como um serviço para clientes que desejam se beneficiar das soluções de energia híbrida, minimizando o dispêndio de capital”, diz Karim Wazni, Diretora Administrativa da Younicos. “É a primeira vez que a Aggreko incorpora o armazenamento em bateria a um sistema de energia híbrido e, o fato de estar disponibilizado para aluguel é importante, pois reforça o valor desse novo modelo.”

“Nossos clientes de mineração enfrentam um mercado desafiador e a geração de energia representa uma parcela significativa de seus custos operacionais. Nossa capacidade global oferece a flexibilidade adicional para reduzir o valor do investimento e o risco operacional”, afirma George Whyte, Diretor Administrativo da Aggreko AusPac. “O foco da Aggreko está na eficiência e na confiabilidade do combustível, alinhadas à demanda de energia durante a vida útil da mina", diz Whyte.

Stuart Mathews, Vice-presidente Executivo da Gold Fields na Australásia, afirma que, além dos benefícios de eficiência de custo e confiabilidade da nova usina híbrida, os investimentos refletem o compromisso da Gold Fields com o aumento da utilização de fontes de energia renováveis ​e de baixa emissão de carbono em todo o Grupo. A Gold Fields Australia se comprometeu a reduzir suas emissões de carbono e a utilizar energia renovável para atender a, pelo menos, 20% das necessidades totais de energia da mina durante sua vida útil.

“A integração de energias renováveis ​​na mina Granny Smith é uma demonstração do compromisso contínuo da Gold Fields com a sustentabilidade ambiental e a inovação em suas operações. As novas medidas propostas visam reduzir as emissões de carbono, utilizando as tecnologias mais recentes de energia híbrida”, diz Mathews.

Atualmente, a Gold Fields opera todas as suas três minas de ouro da Austrália Ocidental com eletricidade a gás.

A nova estação de energia híbrida proposta, combinada com a expansão da estação térmica na mina Granny Smith, atenderá às necessidades diárias de 24,2 MW de energia de toda a mina, com 8 MW alocados à mina subterrânea Wallaby e os outros 16,2 MW à usina de processamento, às instalações associadas e ao campo da mina.


PRINCIPAIS CONTATOS