Client Fábrica de amoníaco no sudeste

Location EUA

Segmentos Petroquímica e Refinaria

O desafio

Aumentar o caudal de azoto durante o verão

A produção de amoníaco exige uma proporção precisa da taxa de alimentação de hidrogénio/azoto de 3:1. Se estas proporções forem alteradas, a produção de amoníaco caminha em direção a uma paralisação. 

O azoto tem origem no ar exterior e é fornecido ao reator através de um grande compressor, mas, no verão, o ar exterior é menos denso, reduzindo assim o fluxo e, consequentemente, a quantidade de amoníaco produzida.

Uma forma de voltar a aumentar o caudal é arrefecer o ar à medida que este entra no compressor. Os produtores já tinham feito esta tentativa, mas o sistema de refrigeração não era fiável e não conseguia manter o caudal de ar necessário. Com as temperaturas máximas a atingir os 105 °F (40 °C), seríamos capazes de conceber um sistema de refrigeração que repusesse os caudais aos níveis de inverno?

Ficha informativa do projeto

105 ºC

Temperaturas máximas no verão

48 000-50 000 lbs/h

Caudal atingido

32 toneladas por dia

Produção de amoníaco após a instalação

A solução

Sistema de duas fases para refrigerar o ar exterior 

Os nossos engenheiros dos Serviços de Processo Aggreko (APS), especialistas no controlo de temperatura, analisaram alguns cenários diferentes e decidiram que a forma mais eficaz de combater as altas temperaturas de verão e a consequente redução do caudal era construir um sistema de duas fases para refrigerar o ar exterior.

Concebemos uma unidade de climatização que arrefecia o ar exterior em carcaças de filtros. Quando a temperatura do ar nas carcaças de filtros descia para 50-55 °F, o ar era transferido para os compressores. O design incluía medidas especiais para evitar uma queda de pressão após o compressor ter absorvido o ar arrefecido. 

a diferença Aggreko

Vamos mais além ao fornecer unidades de aluguer aos nossos clientes. Fornecemos conhecimentos especializados para resolver problemas.

O impacto

Produção de volta às 38 000 toneladas por dia 

O sistema de duas fases aumentou o caudal mássico do ar para aproximadamente 5550-7500 lbs/h, o que aumentou o caudal para os níveis de inverno de aprox. 48 000-50 000 lbs/hr, mesmo quando as temperaturas no exterior disparavam. 

O cliente ficou muito satisfeito com o serviço prestado pelos nossos engenheiros, que uniram os conhecimentos de processo e a experiência ao equipamento certo. Com o pacote integrado, a produção de amoníaco voltou às 38 toneladas por dia, contribuindo significativamente para os resultados de lucro da fábrica. 

As unidades de refrigeração foram implementadas com o mínimo de perturbações ou períodos de paragem da fábrica.

"Foi satisfatório resolver o problema de refrigeração do cliente e assistir à retoma da produtividade em pleno em apenas alguns dias."

Tem alguma dúvida ou quer falar com a Aggreko?

Te ajudaremos a encontrar o que precisa