Client KenGen

Location Nairobi, Quénia

Segmentos Concessionárias

O desafio

Colmatar a lacuna na necessidade de eletricidade do Quénia

Uma seca prolongada sobrecarregou grandemente a capacidade do Quénia de gerar energia hidroelétrica. Entretanto, o país vive um período de expansão económica e as necessidades energéticas recorde. Menos energia disponível, maior necessidade … alguma coisa não batia certo. 

A KenGen, a empresa de abastecimento público, apercebeu-se de que era preciso fazer algo. A margem de energia de reserva tinha descido muito abaixo do mínimo recomendado para fazer face aos apagões da central e precisavam de ajuda se quisessem manter os abastecimentos de eletricidade. O Governo Queniano lançou um concurso para o fornecimento rápido de energia de emergência temporária. Nós ganhámos e pusemos mãos à obra. 

Ficha informativa do projeto

100 MW

Central elétrica temporária

10 %

Da capacidade de geração do Quénia

9 semanas

Rapidez de fornecimento da primeira fase

A solução

Fornecimento faseado da capacidade de geração de 100 MW

Com base numa vasta experiência no fornecimento de pacotes de energia de emergência multimegawatts, instalámos uma central elétrica temporária de 100 MW em Embakasi, na área oriental de Nairobi. A central estava totalmente equipada com geradores, transformadores, equipamento de comutação, salas de controlo, depósitos de combustível e produtos auxiliares.

Em nove semanas, tínhamos 44 MW operacionais, fornecidos por fases. Os 36 MW seguintes no prazo de 16 semanas. Os últimos 20 MW, cinco semanas depois. No total, a central de 100 MW representava cerca de 10% da capacidade total de geração do Quénia.

a diferença Aggreko

Fornecer centrais energéticas multimegawatts à rede local, com rapidez.

O impacto

Crescimento industrial em vez de racionamento de energia

Com 100 MW, a lacuna energética no Quénia foi eficazmente colmatada. A rede local estabilizou e a empresa de abastecimento público do país evitou a infame tarefa de racionar energia. As indústrias locais podiam investir nas infraestruturas e no crescimento, seguras de que teriam a energia necessária para prosperar, tudo graças aos 10% de energia extra.

"A necessidade de eletricidade do Quénia continua a aumentar, mas, em resultado direto da nossa parceria com a Aggreko, não foi necessário racionar energia."

Eddy Njoroge Diretor Executivo ,
Kenya Generating Electricity Company Ltd

Tem alguma dúvida ou quer falar com a Aggreko?

Te ajudaremos a encontrar o que precisa