Client Electricidade de Mozambique, Eskom e NamPower

Location Ressano Garcia, Moçambique

Segmentos Concessionárias

O desafio

Energia rápida para três países

Em regiões onde o desenvolvimento está a acontecer muito rapidamente, por vezes não existe energia suficiente para acompanhar esse crescimento. Foi o que aconteceu em Moçambique. O país possui gás natural suficiente para alimentar não só o próprio país, mas também para exportar para os seus vizinhos e precisava urgentemente de uma nova central elétrica para dar reforçar o abastecimento energético. A ideia era aproveitar um dos gasodutos de gás natural de Moçambique já existentes e construir rapidamente uma central elétrica provisória. Esta iria então injetar energia na South African Power Pool (SAPP) local, a qual une as redes elétricas de nove países do sul de África. 

Ficha informativa do projeto

20 semanas

Da conceção à colocação em funcionamento

110 MW estação de energia

Incluindo uma subestação de 500 MVA

1,2 km

Comprimento do gasoduto

2 km

De linhas de transmissão de AT de 275

A solução

Da conceção à colocação em funcionamento em 20 semanas

Trabalhando com o nosso parceiro local, Shanduka, identificámos o local ideal para começar: uma exploração de gás não usada, com um ponto de arranque existente no gasoduto principal em Ressano Garcia. Iríamos obter o gás aqui e construir e operar uma central provisória alimentada a gás, a qual abasteceria diretamente a rede da SAPP. A Electricidade de Mozambique (EDM) e a Eskom de África do Sul estavam ambas interessadas em adquirir a energia extra e, com o gás natural da Matola Gas Company SA e um acordo de subconcessão com a Gigawatt Mozambique SA, começámos a trabalhar juntos neste projeto extremamente ambicioso.

Em apenas 20 semanas, construímos uma central de 100 MW totalmente operacional, com a EDM a receber 18 MW e a Eskom 92 MW. Depois de a central estar em funcionamento, o fornecedor de serviços nacional da Namíbia, a NamPower, juntou-se ao projeto e aumentámos a capacidade da central mais 122 MW, para um total de 232 MW. 

a diferença Aggreko

O primeiro fornecedor de energia provisória rápida independente no mundo.

O impacto

Apoiar o desenvolvimento socioeconómico a nível local e regional

O resultado foi o primeiro projeto do género: uma central provisória rápida para fornecer energia além-fronteiras. Mas esta foi apenas uma parte do sucesso do projeto. Na Aggreko, acreditamos ser nossa responsabilidade garantir o apoio às comunidades locais onde trabalhamos e este projeto não foi exceção. Desde contratar e formar uma mão de obra local, a escolher fornecedores próximos e financiar uma escola distrital, o projeto incluía um abrangente plano de Responsabilidade Social Corporativa (CSR) e Desenvolvimento e Localização de Fornecedores (SDL). Nos próximos anos, o projeto acabará por representar mais de 1 milhão de dólares para o emprego, as escolas e empresas locais. Assim, enquanto a eletricidade promove o desenvolvimento regional, a nossa central irá ajudar a comunidade de Ressano Garcia agora e no futuro. 

"Esta abordagem inovadora para garantir uma alimentação de energia eficaz ao povo da Namíbia é um ótimo exemplo do espírito de colaboração sul-africano." 

Paulinus Shilamba Diretor Executivo ,
NamPower

Tem alguma dúvida ou quer falar com a Aggreko?

Te ajudaremos a encontrar o que precisa