14 Jan 2021

Aggreko fornece inovador sistema de energia híbrido e renovável para mina de ouro localizada a 4.500 m de altitude

Sistema de energia híbrido para mineração Gold Fields
 
  • Redigido por

    Sara Catsulis
    São Paulo

  • Publicado em

    São Paulo

Acordo com mineradora Gold Fields prevê entrega de 25,9 MW de energia térmica e solar; expertise da Aggreko permite a clientes adotar soluções limpas e eficientes 

São Paulo, janeiro de 2021. A Aggreko, líder global no fornecimento de energia modular móvel, controle de temperatura e serviços, assinou contrato com a Gold Fields, operadora de mineração global, para fornecer um total de 25,9 MW de solução híbrida de energia para a Salares Norte, mina de ouro da empresa no Chile. Esta solução inovadora foi projetada para atender a necessidade de energia de toda a mina, que fica a uma altitude de 4.500 m na cordilheira dos Andes, e a 190 km de distância da cidade mais próxima. Com o fornecimento de 16 MW de energia térmica e de 9,9 MW de energia solar, será a maior instalação fotovoltaica da Aggreko na América Latina.

O sistema híbrido consistirá de grupos de geradores a diesel de alto desempenho feitos sob medida e de unidades de energia solar da Aggreko, otimizadas para aplicações fora da rede e prontas para atender às condições extremas de vento que esses equipamentos irão experimentar. Cada um dos grupos geradores vai fornecer 772 kW e incorporar unidades de reserva giratória e reserva fria para gerenciar com eficiência os picos de demanda. Esse sistema de geração a diesel será integrado a unidades solares, que, uma vez instaladas, fornecerão 9,9 MW de energia gratuita e livre de emissões.

O sistema fornecerá energia modular confiável em todos os cinco pontos de distribuição da mina. A essa eficiência se somam os benefícios ambientais: a solução ultrapassa os padrões do governo chileno, bem como a exigência da Gold Fields, que estabelece um mínimo de 20% de geração de energia renovável para operações de mineração.

Depois de concluído, o sistema permitirá uma economia de energia de US $ 7,4 milhões na próxima década e mais US $ 1,1 milhão em compensação de carbono durante a vida do projeto, além de permitir uma redução de 104 mil toneladas de emissões de carbono nesse período. A solução de aluguel modular também suporta um gasto de CAPEX consolidado, com maior controle de custos e compromissos variáveis, enquanto garante a excelência operacional contínua na mina. Em plena capacidade, Salares Norte produzirá uma média de 450.000 onças (quase 13 toneladas) de ouro por ano, tendo a Aggreko como o único fornecedor de energia.

A implantação desta solução híbrida segue o recente lançamento Aggreko Solar Power, solução implantada para fornecer energia no local. Líder de mercado, a solução otimiza aplicações de energia fraca ou fora da rede, fornecendo energia limpa e eficiente para uma variedade de operações sem exigir compromisso financeiros de longo prazo.

“À medida que a transição energética continua a ganhar ritmo, nossos clientes estão cada vez mais procurando soluções de energia mais flexíveis. Produtos híbridos, como o que estamos implantando para Salares Norte, permitem um fornecimento de energia confiável e flexível, reduzindo custos e as emissões de carbono graças à incorporação de unidades Aggreko Solar Power como parte do sistema. Ter um produto padronizado como este fornece o tipo de consistência e confiabilidade que nossos clientes esperam de nós”, destaca Pablo Varela, Diretor Executivo da Aggreko para a América Latina.

O contrato de 10 anos entre a Aggreko e a Gold Fields para geração de energia na mina traduz a forte relação profissional entre as empresas. Há uma bem-sucedida trajetória de colaborações, como a recente instalação de uma das maiores microrredes renováveis do mundo na Granny Smith, mina da empresa na Austrália Ocidental.

PRINCIPAIS CONTATOS